FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2012
Vários estabelecimentos comerciais de portugueses afetados por explosão em refinaria na Venezuela
2012-08-25
Caracas, 25 ago (lusa) - Vários estabelecimentos comerciais de emigrantes portugueses radicados na Venezuela foram afetados pela explosão que ocorreu ...

 

Caracas, 25 ago (lusa) - Vários estabelecimentos comerciais de emigrantes portugueses radicados na Venezuela foram afetados pela explosão que ocorreu hoje na Refinaria de Amuay, no Estado de Falcón (450 quilómetros a oeste de Caracas) e que provocou pelo menos 7 mortos e 48 feridos.

"Há vários negócios de portugueses que estão situados em frente do Complexo Refinador que foram afetados pela explosão e outros pela onda expansiva, estes últimos já a alguma distância", avançaram à Agência Lusa fontes não oficiais contatadas telefonicamente.

Segundo testemunhas contactadas pela Lusa, entre os estabelecimentos comerciais afetados estão uma padaria, um restaurante e uma loja de venda de bebidas alcoólicas.

As mesmas fontes explicaram que acordaram com o ruído provocado pela explosão e um grande clarão que iluminou o céu do Estado de Falcón.

Dão conta ainda que as autoridades estão a tentar controlar o trânsito e os acessos a Judibana, zona onde está situada a Refinaria Amuay, a maior do país, que apesar do risco muitas pessoas tentavam tirar fotografias do incêndio e que alguns cidadãos optaram por abandonar as suas casas para se refugiar em sítios mais distantes.

O presidente da câmara municipal local, Alcides Goitía, apelou aos cidadãos para manterem a calma e "evitar a presença nas proximidades da refinaria".

Segundo o ministro venezuelano de Energia e Petróleo, Rafael Ramírez, a explosão ocorreu pelas 01:11 horas locais de hoje (06:44 em Lisboa), depois de uma fuga de gás propano cuja origem está por determinar.

A explosão "gerou uma nuvem, que depois explodiu e provocou incêndios em pelo menos dois tanques da refinaria e nas áreas circundantes".

FPG.

Lusa/Fim

MSN Notícias, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 322

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios