FR
INQUÉRITO

Expectativas

de regresso de portugueses no estrangeiro
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Cavaco Silva elogia comunidade portuguesa em Moçambique e manifesta-se contra retórica passadista
2012-08-15
O Presidente da República, Cavaco Silva, elogiou hoje a comunidade portuguesa de Moçambique, afirmando admirar o seu exemplo, mas opôs à "retórica passadista" um olhar virado para futuro, num país de oportunidades.

"Admiro o vosso exemplo, a vossa audácia, a vossa fibra, a vossa coragem para se deslocarem para terras distantes para alcançarem uma vida melhor", disse o Presidente da República, falando a cerca de 500 portugueses reunidos em Maputo.

"É bom que os portugueses de Portugal conheçam os exemplos da nossa diáspora, conheçam os exemplos dos portugueses que vivem e trabalham em Moçambique", prosseguiu o Presidente.

Mas, após referir que as autoridades fazem "um esforço para uma política consistente de valorização" das comunidades portuguesas, advertiu para a necessidade de um olhar virado para o futuro.

"Aqui em África, aqui em Moçambique, o olhar tem que estar virado para o futuro, não pode ser uma retórica passadista, num continente e num país em que o futuro se constrói todos os dias, em que todos os dias nascem oportunidades e que é preciso que aqueles que aqui trabalham revelem todos os dias dinamismo e capacidade para vencer as dificuldades", disse.

"É nesse sentido que governo e Presidente da República procuram atuar numa estratégia que seja coerente para valorizar esse ativo imenso e precioso que são as comunidades portuguesas espalhadas pelo Mundo", acrescentou o Presidente.

Tal como fizera horas antes, num encontro com empresários portugueses baseados em Moçambique, Cavaco Silva mostrou-se confiante numa quinta avaliação positiva da "troika" à execução do programa de assistência económica e financeira, em agosto.

"O nosso país está a fazer a sua parte, a nossa tradição é a de cumprirmos os compromissos que assumimos com as instituições internacionais. Foi assim no passado, é assim agora e estou convencido que será assim no futuro", declarou.

Aníbal Cavaco Silva está desde terça-feira em Maputo para participar na sexta-feira na 9.ª cimeira de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Criada em julho de 1996, a CPLP integra Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe.

RTP, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios