FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Falta "humildade" aos licenciados que chegam a França
2012-07-21
O presidente da Associação Franco-Portuguesa de Puteaux, uma cidade dos arredores de Paris onde vivem cerca de 5 mil portugueses, considera que falta "humildade" aos licenciados que saem de Portugal para França à procura de emprego.

José Afonso diz que nos últimos dois anos chegaram cerca de mil novos portugueses à associação, sobretudo à procura de trabalho. Há, disse, "caras novas todos os fins de semana" e "muita gente com diploma".

"Há muitos [portugueses à procura de emprego] que a gente vai orientando, porque são pessoas simples. Normalmente arranjamos-lhes trabalho. Mas é muito difícil arranjar trabalho a quem tem diploma, porque eles não são capazes, por exemplo, de ir fazer limpeza", disse à agência Lusa.

Para o dirigente associativo, há muitos novos emigrantes "que foram mal informados" antes de partir para França. José Afonso considera que "a maioria julga que é só chegar e ter direitos".

O responsável diz que é difícil para a associação conseguir encontrar aos emigrantes portugueses mais qualificados um emprego que corresponda às suas expectativas: "De um dia para o outro não se pode arranjar um trabalho [qualificado e] a ganhar muito dinheiro", alerta.

"Quando eles chegam aqui deviam [aceitar] um trabalho que lhes conviesse mais ou menos", defendeu.

À Associação Franco-Portuguesa de Puteaux, que tem mais de 600 associados, chegam também pedidos de ajuda de reformados portugueses com "dificuldades para conseguirem pagar a renda de casa, comer e beber".

Há mais de 700 mil portugueses inscritos no Consulado-Geral de Portugal em Paris. Até Junho deste ano registaram-se mais de 9 mil inscrições. Durante todo o ano de 2011 houve mais de 16 mil novos inscritos.

As autoridades portuguesas estimam que, por ano, entre 120 e 150 mil portugueses abandonam o país.

Correio da Manhã, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios