FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Paulo Portas apela ao investimento norte-americano em Portugal
2012-06-08
O ministro dos Negócios Estrangeiros concluiu nesta sexta-feira uma ronda de contactos com decisores políticos e empresariais nos Estados Unidos, defendendo que em Portugal há consenso sobre a necessidade do ajustamento financeiro e abertura ao investimento estrangeiro.

A última paragem, quinta-feira e hoje, foi em Houston, no Estado do Texas, onde o ministro Paulo Portas se encontrou com responsáveis da EDP Renewables, do grupo português EDP, e fez uma palestra no Baker Institute of Public Policy, da Rice University, sobre o caso de Portugal no contexto europeu.

Tal como já tinha feito no Massachusetts Institute of Technology, em Boston na primeira etapa da visita de 4 dias aos Estados Unidos, Portas sublinhou em Houston as diferenças do caso de Portugal em relação à Grécia, afirmando que o governo está a pôr em prática as medidas receitadas pela troika, beneficiando de um consenso político e paz social.

"Tenho muito orgulho na forma como os portugueses estão a enfrentar a crise", afirmou o ministro em Houston.

Antes, em Washington, encontrou-se com senadores e congressistas para sublinhar que "Portugal está aberto a receber investimento" norte-americano e "está a fazer tudo para voltar à normalidade financeira o mais rapidamente possível", segundo fonte do seu gabinete.

Os contactos na capital norte-americana incluíram o presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, o presidente do comité de Relações Exteriores do Senado, John Kerry, e também legisladores ligados a Portugal, como o senador Patrick Toomey e os membros do grupo luso-americano no Congresso.

Numa intervenção no Instituto Europeu, em Washington, enalteceu o "bom senso" dos portugueses em "cumprir" perante a crise económica e financeira, para recuperar a credibilidade do país.

"Em apenas um ano a percepção externa sobre Portugal melhorou consideravelmente", disse Portas.

Na etapa final reuniu-se com líderes da indústria do gás no Texas, com a presidente da câmara de Houston, Annise Parker, e ainda com representantes da comunidade portuguesa no Estado.

A visita, disse à Lusa o ministro, teve como objectivo mostrar também a "nova geração" da comunidade portuguesa nos Estados Unidos.

"No Portugal, moderno contemporâneo, dinâmico, há empresas e criadores e cientistas com uma reputação de excelência muito elevada e que estão a ganhar mercado e posições num pais tão grande como os Estados Unidos", afirmou.

Defendeu ainda que o sucesso dos portugueses no estrangeiro é um "enorme exemplo" da "auto-estima" de que "Portugal precisa" actualmente.

Público, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios