FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Portugal quer diplomas lusos reconhecidos no Brasil
2012-05-03

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, pediu hoje um maior reconhecimento dos títulos académicos portugueses no Brasil, numa conversa com o ministro brasileiro da Educação, Aloísio Mercadante, em Brasília.

Nalgumas áreas, como a arquitetura e a engenharia, atualmente pode ser necessário o reconhecimento do título por uma universidade brasileira, o que inclui a exigência de adaptações curriculares, antes de o profissional começar a exercer a profissão no Brasil.

O ministro português ficou "otimista" com os resultados da reunião, segundo o seu porta-voz, Miguel Guedes. O Ministério da Educação brasileiro não se manifestou, afirmando apenas que o encontro foi "fechado".

Paulo Portas, que estava no Brasil desde terça-feira para atrair investimentos e encontrar-se com autoridades do país, também visitou hoje no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, para discutir as exportações de vinho português.

Numa reunião com o diretor do Departamento de Defesa Comercial da Secretaria de Comércio Exterior, Felipe Hees, Paulo Portas apresentou uma posição contrária às medidas protecionistas que estão a ser estudadas pelo governo brasileiro para ajudar produtores locais.

A adoção de salvaguardas, como o aumento do imposto de importação no Brasil, poderia prejudicar as exportações portuguesas para o país. Hoje, entretanto, não houve nenhum novo acordo sobre o tema.

Segundo a assessoria do Ministério do Desenvolvimento, Hees explicou a Paulo Portas como está a decorrer o estudo sobre a necessidade de implementação das novas medidas, além de ter discutido trocas bilaterais.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros esteve no Brasil entre terça-feira e hoje. Miguel Guedes afirmou que Paulo Portas ficou "muito satisfeito com a visita" e que esta "abriu a porta para mais investimentos entre os países".

Na terça-feira, Paulo Portas visitou o Museu da Língua Portuguesa e almoçou com a comunidade luso-brasileira na Casa de Portugal.

No dia seguinte, apresentou a empresários o programa português de privatizações e as possibilidades de investimento em Portugal, tendo ainda mantido encontros com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e com o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado.

Ainda na quarta-feira, o ministro participou na abertura das comemorações do centenário da Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil.

Hoje, Paulo Portas viajou para a Brasília, onde se encontrou com as autoridades do governo e, ao fim da tarde, embarcou rumo a Lisboa.

Lusa / SOL, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios