FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2012
Imigração: Alemanha prepara-se para tomar medidas mais restritivas
2012-03-09
O governo alemão confessa estar cada vez mais alarmado com o aumento do número de portugueses, espanhóis e gregos que procuram trabalho na Alemanha.

Segundo uma notícia do diário Frankfurt Rundschau, o Ministério do Trabalho de Berlim pretende alterar as diretivas laborais por forma a privar os novos imigrantes do direito ao subsídio de desemprego pouco depois da chegada à Alemanha.

De acordo com a legislação atualmente em vigor, os cidadãos dos países da União Europeia têm direito a requerer subsídio de desemprego três meses depois de chegarem à Alemanha e de se registarem nas instituições oficiais, caso não consigam encontrar emprego nesse espaço de tempo.

O jornal alemão sublinha que a situação poderá mudar em breve. O ministério de Berlim enviou já uma nota aos departamentos de trabalho com novas ordens.

Os políticos da oposição insurgem-se contra os planos do governo, que consideram injustificados, uma vez que é muito reduzido o número de cidadãos da UE que pedem subsídio de desemprego pouco depois de se fixarem na Alemanha.

TSF, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios