FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2011
Tony Cabral, um português a caminho da Câmara de New Bedford
2011-10-25
Venceu as eleições primárias para a autarquia de New Bedford, realizadas a 4 de Outubro, tendo recebido mais 509 votos que o segundo candidato mais votado, o americano Jon Mitchell. É uma vitória já considerada histórica, apesar das eleições ainda não terem terminado - António Fernando Dutra Cabral, ou Tony Cabral, é o primeiro português candidato a mayor (presidente de Câmara) em New Bedford e venceu as primárias autárquicas, seguindo na liderança para a segunda fase da eleição. Se conquistar a Câmara será o primeiro candidato não americano de nascença, a vencer. “Um estrangeiro ser mayor de New Bedford é histórico, e a falar português, é ainda mais”, afirmou em entrevista a «O Emigrante/Mundo Português». No próximo dia 8 de Novembro, data da eleição geral, o português natural da ilha do Pico (Açores) poderá fazer história…

A política faz parte da vida de António Fernando Dutra Cabral, ou Tony Cabral como é conhecido em New Bedford, há muitos anos. "O meu pai sempre foi muito interessado pela política e mais tarde, na universidade e depois, como professor, comecei a envolver-me em campanhas comunitárias", recordou na entrevista telefónica que concedeu a «O Emigrante/Mundo Português». A viver há 42 anos nos Estados Unidos esteve ligado às campanhas de Michael Dukakis para governador de Massachusetts e para a Presidência americana, antes de se lançar na vida pública: Tony Cabral é deputado na Assembleia do Estado de Massachusetts, eleito por New Bedford, desde 1991. 
Esta é a 12ª eleição a que concorre e representa um novo passo na sua carreira política. "É um cargo executivo, com muita influência, muito diferente de ser legislador", explica o candidato, que acredita ser esta "uma oportunidade que não acontece muitas vezes" e defende ser "a pessoa certa na hora certa". "A cidade precisa de uma liderança eficaz, uma pessoa que tenha profundos conhecimentos de gestão pública", defendeu a este jornal, acrescentando que a experiência política que acumulou ao longo de 20 anos como legislador na Assembleia Estadual, será "benéfica para a cidade".
O programa que defende aponta três sectores prioritários na sua gestão, caso seja eleito: o desenvolvimento económico de New Bedford, o ensino e a segurança pública. Tony Cabral defende a criação de mais postos de trabalho e um maior nível de escolaridade dos jovens da cidade. "O conhecimento está diretamente ligado ao desenvolvimento económico", afirma Tony Cabral acrescentando que a cidade ainda não tem "uma classe trabalhadora especializada que atraia novas empresas para o município". Uma instituição ligada à investigação na área da pesca é um projeto acarinhado pelo candidato. "Temos o principal porto de pesca dos Estados Unidos, que gera 2 mil milhões de dólares em New Bedford e nas localidades ao redor e deveríamos criar um centro de investigação ligado à atividade pesqueira", defende o candidato, que promete trabalhar para que New Bedford seja um centro de referência nos estudos da pesca nos Estados Unidos.
Na área da segurança, Tony Cabral pretende avançar com a "reestruturação do departamento de polícia" da cidade para minimizar as "situações graves de segurança" que ainda acontecem em alguns locais de New Bedford. Refira-se que nos Estados Unidos, o departamento da polícia assim como o departamento escolar são coordenados pelo presidente da Câmara.

Apoio da comunidade

Apesar de sublinhar que concorre por todos os moradores, Tony Cabral considera o apoio da comunidade portuguesa "fundamental", assim como o que tem recebido da comunidade cabo-verdiana. "É um bloco de apoio importante e estão contentes com o resultado", afirma, referindo-se à sua vitória nas primárias, a 4 de Outubro, quando conquistou 37 por cento dos votos contra os 34 por cento obtidos pelo concorrente mais direto, o antigo promotor público Jon Mitchell.
O candidato lembra que no início houve dúvidas quanto à possibilidade de passar à segunda fase das eleições e que a sua vitória nas primárias foi por isso considerada "histórica". "Um (americano) não nascido nos Estados Unidos vir a ser maior de New Badford é histórico, e a falar português, é muito mais", destaca. Com uma população estimada em cem mil habitantes, New Bedford é conhecida como a «capital portuguesa na América», já que os portugueses e seus descendentes representam cerca de 60 por cento da população da cidade, como revela o site da autarquia.
Por esse motivo, Tony Cabral apela ao apoio "em particular" da comunidade portuguesa e as de expressão lusófona e além dos votos, pede ainda a contribuição para a sua campanha. "Aqui não há subsídios, é o candidato que tem que angariar os fundos necessários para levar a sua mensagem aos eleitores", sublinha o candidato que diariamente dedica "duas a três horas para a campanha porta a porta", acrescentando que a receção "tem sido boa".

Natural de Madalena, ilha do Pico, Açores, António (Tony) Cabral emigrou em 1969 para os Estados Unidos. Tinha 14 anos e a família fixou-se em Bristol, no estado de Rhode Island. Graduou-se em 1974 pela Bristol High School e em 1978 pela Universidade de Massachusetts Dartmouth. Nos anos 70 e 80, lecionou línguas e estudos sociais nos liceus de Taunton, Plymouth e Carver. Em 1990, foi eleito para a Câmara de Representantes de Massachusetts pelo 13º distrito de Bristol (que compreende as zonas sul e centro de New Bedford). O actual mandato como deputado terminará em 2012, mas o agora candidato a presidente da Câmara de New Bedford não pretende acumular os dois cargos. "Este é um passo importante para mim e também para a comunidade portuguesa. Podemos mostrar que não somos só bons trabalhadores, mas que também sabemos comandar os nossos destinos", defende. Para dar a conhecer aos eleitores os passos da campanha, Tony Cabral criou um site na internet - www.cabralformayor.com - e uma página no facebook intitulada Tony Cabral for Mayor of New Bedford

Ana Grácia Pinto

apinto@mundoportugues.org

Mundo Português, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios