FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2011
Crise: jovens procuram oportunidades nos EUA
2011-04-24
Crise e falta de oportunidades em Portugal foram os elementos motivadores para que jovens abandonassem o país e escolhessem os Estados Unidos para começar uma nova vida

A crise e falta de oportunidades em Portugal foram os elementos motivadores para que dois jovens abandonassem o país e escolhessem os Estados Unidos para começar uma nova vida, com novas esperanças.

João Santos Matos é jornalista. Chegou aos Estados Unidos há sete meses já com a certeza de um posto de trabalho que em Portugal deixou de ter. Vê a América do Norte como o «país das oportunidades», numa altura em que trabalhar na área se tornou «complicado».

«Num momento em que a maioria das empresas de media trabalha maioritariamente com estagiários não remunerados, deparei-me com duas opções: ou mudo de profissão para sempre ou mantenho vivo o meu espírito de jornalista, mas noutras paragens», explica à Agência Lusa.

Licenciado em Ciência Política em Lisboa, João passou por dois grupos de media portugueses sempre ligado ao jornalismo automóvel, até que por «alegados cortes financeiros» a Motorpress Lisboa procedeu a «um despedimento colectivo».

Foi por iniciativa própria que entrou em contacto com diversos meios de comunicação no estrangeiro acabando por ter um feedback «positivo» do diário português 24horas de Newark, perto de Nova Iorque.

Apesar das saudades, o regresso «não faz parte dos planos futuros». A percepção do Estado do país é-lhe dada pela informação dos meios de comunicação e pelo que os amigos e familiares descrevem.

Também Sónia Barros, outra jovem emigrante há quatro meses nos Estados Unidos, considera que «o país está numa situação muito complicada», o que a faz adiar o regresso.

«Quero voltar, mas não para já. Estou à espera que a situação melhore. Se isto continua assim, não sei como vou fazer», diz a jovem bartender que vive perto de Nova Iorque.

Agência Financeira, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios