FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2010
Cavaco apela à união de todos os portugueses
2010-06-09
Presidente elogiou o «exemplo inspirador e mobilizador» dos emigrantes

O Presidente da República apelou esta quarta-feira à união de todos os portugueses «onde quer que se encontrem», voltando a elogiar o exemplo «inspirador e mobilizador» daqueles que vivem no estrangeiro, avança a Lusa.

«É hora de apelar à união de todos os portugueses, onde quer que se encontrem», afirmou Cavaco Silva, na tradicional mensagem às comunidades portuguesas, por ocasião do Dia de Portugal.

Voltando a apontar os portugueses da diáspora e os luso-descendentes como um «exemplo» ao mesmo tempo «comovente, inspirador e mobilizador», Cavaco Silva lembrou a forma como quem vive no estrangeiro persiste em manter vivos os laços que os ligam a Portugal e ao mesmo tempo estabelece laços nos países de acolhimento.

«Alegramo-nos com o prestígio que aí alcançaram, prestígio que em muito contribui para a afirmação de Portugal no mundo», notou, elogiando ainda a forma como entre os portugueses residentes no estrangeiro «reina um espírito de clara solidariedade» em relação aos mais atingidos pela crise que afecta os países onde trabalham.

«O vosso exemplo é inspirador e mobilizador para os portugueses que residem em território nacional. E, sobretudo, nos tempos de crise que vivemos, também a acção da diáspora pode dar um importante contributo para que Portugal vença as dificuldades do presente e reencontre o caminho de crescimento económico sustentado e de melhoria das condições de vida dos cidadãos», acrescentou.

O Presidente referiu que o contributo dos emigrantes portugueses pode ser uma «mais-valia» e serão sempre «bem-vindos» se decidirem apostar em Portugal, «investindo, criando riqueza, gerando emprego».

Além disso, poderão também ser um ponto de contacto para que as empresas portuguesas aumentem as exportações e para que mais estrangeiros visitem Portugal.

«A chave da recuperação económica reside no aumento das exportações de bens e serviços. A partilha de conhecimentos e informações entre portugueses que vivem em território nacional e aqueles que vivem e trabalham em outras partes do mundo é da maior relevância para a realização deste objectivo», sustentou.

Por isso, reforçou o chefe de Estado, é tempo dos portugueses se unirem, para que as novas gerações os recordem como pessoas que, nos momentos decisivos, «não viraram a cara e estiveram à altura do que a situação lhes exigia».

«Estou a viver a first life»

Depois da gravação da mensagem, que decorreu num hotel em Faro, cidade que este ano foi o palco escolhido para as comemorações oficiais do 10 de Junho, Cavaco Silva esteve alguns minutos a falar com os técnicos responsáveis pela «ilha» da Presidência da República na plataforma virtual «Second Life».

Interrogado pelos jornalistas se poderá vir a utilizar o «Second Life» para lançar a sua recandidatura à Presidência da República, Cavaco Silva riu-se e disse apenas: «Eu estou a viver a first life».

Tvi 24, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios