FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2010
Comunidade portuguesa ainda tem pouca visibilidade - Rui Machete
2010-05-02
Lisboa, 01 mai (Lusa) - A comunidade portuguesa nos EUA deve aumentar a sua visibilidade e ter "mais importância nos assuntos internos" norte-americanos, considerou em entrevista à Lusa Rui Machete, que terminou o seu mandato de 23 anos à frente da Fundação Luso-America para o Desenvolvimento (FLAD).

"É preciso que a comunidade portuguesa nos EUA tenha maior visibilidade, maior importância nos assuntos internos dos EUA, e isso leva a que seja necessário convencer os portugueses que em princípio vão continuar a viver nos Estados Unidos a adquirirem a nacionalidade americana sem que por isso percam os vínculos que os ligam à mãe-pátria originária", alerta o presidente do conselho executivo da FLAD, eu abandonou o cargo na sexta feira.

Esta abordagem implica novos estilos de comportamento: "Os portugueses nos EUA investiram pouco, ou muito pouco, na educação dos seus filhos. Agora está a mudar, é já é frequente que os descendentes dos portugueses radicados nos Estados Unidos sigam para as universidades. Na sua esmagadora maioria ainda não vão para universidades de primeira, porque são muito caras, mas também já existe uma participação maior de estudantes portugueses nessas universidades de topo", afirma.

RTP, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios