FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2010
Emigrantes enviaram menos 215 milhões para Portugal em 2009
2010-03-11
Maior queda verificou-se em França. Vizinha Espanha aumenta remessas de 126,23 para 129,69 milhões de euros

Os portugueses radicados no estrangeiro enviaram no ano passado menos 215,66 milhões de euros para Portugal do que em 2008, com o valor a aproximar-se dos 2.269 milhões de euros, segundo dados do Banco de Portugal, escreve a Lusa.

Em 2008, o montante enviado para Portugal pelos emigrantes foi de cerca de 2.485 milhões de euros, já então em queda anual, mas inferior em menos de metade à registada no ano passado.

A maior queda de remessas verificou-se de França, menos 97,69 milhões de euros, embora este país continue a ser a principal fonte de remessas de emigrantes para Portugal, com 885,34 milhões de euros, seguido da Suíça, com 530,74 milhões de euros.

Remessas para Espanha aumentam

Entre os países da União Europeia com dados individualizados, só de Espanha as remessas aumentaram, de 126,23 milhões de euros para 129,69 milhões de euros.

Com este aumento, Espanha ultrapassou, aliás, em 2009, os Estados Unidos e a Alemanha, que até agora eram os terceiro e quarto países, respectivamente, de onde provinham maiores remessas.

Dos Estados Unidos chegaram manos 44,57 milhões

Dos Estados Unidos chegaram 126,89 milhões de euros enviados por emigrantes, menos 44,57 milhões de euros do que em 2008, e da Alemanha 120,41 milhões de euros, menos 27,2 milhões de euros.

O envio de dinheiro para Portugal diminuiu também de países como o Reino Unido (menos quase 40 milhões de euros), Canadá e Brasil, estes com menor significado, tendo aumentado as remessas do Luxemburgo e estabilizado as oriundas da Venezuela.

Agência Financeira, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios