FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2010
Deputado do PS preocupado com desemprego entre emigrantes no Luxemburgo
2010-02-11

O deputado do PS pela Emigração, Paulo Pisco, quer saber em que ponto estão as conversações entre Portugal e Luxemburgo para a cooperação na luta contra o desemprego entre os emigrantes portugueses naquele país.

"É importante sabermos em que ponto estão os contactos. Os Governos já mostraram recetividade para encontrarem formas de cooperação", disse o deputado à Agência Lusa.

Paulo Pisco falava na sequência de um requerimento que apresentou hoje na Assembleia da República sobre a formação profissional e o desemprego entre os portugueses que trabalham no Luxemburgo.

De acordo com dados oficiais luxemburgueses, o desemprego entre a comunidade portuguesa ronda os 30 por cento do total no país.

Segundo a confederação sindical luxemburguesa OGB-L, um em cada três desempregados no Luxemburgo é português.

Em declarações à Lusa, Paulo Pisco adiantou que o requerimento surge após a visita a Portugal de deputados luxemburgueses e de uma delegação da OGB-L, que abordaram o tema do desemprego com as autoridades portuguesas.

"Há um esforço evidente por parte das várias entidades para uma tentativa de resolução do problema e de proporcionar aquilo que os portugueses no Luxemburgo precisam que é uma formação profissional adequada para que possam ser mais facilmente integrados no mercado de trabalho", sublinhou.

No requerimento, o deputado socialista alerta também para a necessidade de aprendizagem da língua, quer a francesa, quer a luxemburguesa, por parte dos emigrantes.

No dia 25 de janeiro, uma delegação da OGB-L esteve reunida com a ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André, de quem obtive uma "recetividade positiva" para uma colaboração na formação profissional.

Residem oficialmente no Luxemburgo 80.951 portugueses, dos quais 3.700 estão desempregados, segundo dados oficiais.

Contacto, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios