FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa 2010
António de Vasconcelos Nogueira apresenta "Os Portugueses no Luxemburgo: contribuição analítica para a história das migrações"
2010-01-23

"Os Portugueses no Luxemburgo: contribuição analítica para a história das migrações" é um estudo/monografia de António de Vasconcelos Nogueira, professor universitário e investigador radicado no Luxemburgo desde 2006, e que foi submetido recentemente ao Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa para publicação em livro.

Trata-se de um trabalho que resulta de quatro anos de investigação de Nogueira no Luxemburgo, financiado pela Fundação Ciência e Tecnologia com um estágio profissional de um ano, que decorre actualmente na associação Amizade Portugal-Luxemburgo (APL).

Estamos perante um estudo completo e bem estruturado que retrata e analisa as diferentes vagas migratórias dos Portugueses para o Luxemburgo e aspectos associados, a "sociedade de classes heterogénea" lusa e não uma "comunidade homogénea", assim como os "estereótipos sobre o emigrante português là-bas e o imigrante português ici", entre outros aspectos, explica Nogueira.

"Pretende-se definir a tipologia da imigração portuguesa no Grão-Ducado, com este trabalho", explica Nogueira.

O professor estará na emissão "Cartas na mesa", da Rádio Latina, este domingo, 24 de Janeiro, às 11h, para explanar estes e outros assuntos sobre o estudo.

António Nogueira, ainda em 2009, foi convidado pela equipa do "Jornal electrónico da História portuguesa" do departamento de Estudos portugueses e brasileiros da Universidade Brown, nos Estados Unidos, para escrever um artigo de recensão crítica sobre o livro "Diáspora Atlântica, Judeus, Conversos, e Cripto-Judeus na Época do Mercantilismo, 1500-1800" de Richard Kagan e Philip Morgan.

Esta obra consiste numa colecção de 10 ensaios, divididos em três partes, da autoria de especialistas estrangeiros que participaram num colóquio em Baltimore (EUA) em 2005 sobre os Estudos Atlânticos e Estudos Judaicos.

António Nogueira debruçou-se sobre a obra e denotou aspectos que muito contribuem para o estudo do tema: "Vê-se claramente o reconhecimento do papel activo dos Judeus portugueses e espanhóis entre 1500-1800 como autênticos percursores do capitalismo moderno, assim como o papel dos rabinos portugueses na divulgação da religião", diz.

No livro também há uma importante referência ao fenómeno migratório entre os séculos XVI e XIX, na perspectiva dos Estudos Atlânticos e Judaicos, dos vários ciclos económicos da altura, passando pela presença portuguesa no Golfo da Guiné (região da Senegâmbia) e as alianças matrimoniais como factores comerciais. Esta recensão crítica poderá ser encontrada, na sua totalidade aqui.

(Caso deseje adquirir a obra, esta poderá ser encomendada aqui.

Foto e Texto: Gualter Veríssimo

Contacto, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte-iul.pt

Parceiros Apoios