FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Cientistas portugueses condecorados em Londres
2009-12-15
Os cientistas Carlos Caldas e Caetano Reis e Sousa, ambos a trabalhar no Reino Unido, recebem na quarta-feira, na embaixada portuguesa em Londres, a Ordem de Sant’Iago da Espada

O título de oficial desta Ordem, conferido formalmente no dia 10 Junho pelo Presidente da República, será entregue pela mão do embaixador português, António Santana Carlos.

Actualmente a dirigir uma unidade de investigação em Cambridge do instituto Cancer Research, Carlos Caldas manifestou-se, em declarações à agência Lusa, satisfeito por, «enquanto português, ser reconhecido pelo país».

Tendo em conta que esta insígnia é atribuída anualmente a personalidades que se tenham destacado pelo mérito literário, científico e artístico, o investigador saúda o facto de «a sociedade portuguesa dar valor à ciência».

Também Caetano Reis e Sousa manifestou uma «grande honra» em receber esta distinção, que diz reflectir o próprio trabalho e o da equipa que chefia em Londres, também no Cancer Research.

«É bom ser reconhecido, apesar de estar no estrangeiro», disse este investigador, que saiu de Portugal há 25 anos, em 1984, e concluiu os estudos secundários, licenciatura e doutoramento no Reino Unido, antes de trabalhar nos EUA.

Com o país de origem, Caetano Reis e Sousa mantém colaborações com colegas, participa em avaliações, recebendo frequentemente alunos e investigadores de instituições portuguesas.

Actualmente, Carlos Caldas, que saiu de Portugal há 21 anos, não tem portugueses na sua equipa, mas garante que não tem as portas fechadas.

«Tudo depende da qualidade», justificou.

Ambos mantêm ainda laços pessoais com Portugal, onde regressam com frequência, várias vezes acompanhados de colegas.

O embaixador, que sugeriu os dois nomes para as condecorações que o chefe de Estado habitualmente faz no Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas, destacou o facto de ambos os investigadores terem um «trabalho notável» na área do cancro.

São, segundo António Santana Carlos, «um exemplo das pessoas de grande calibre que existem na comunidade portuguesa no Reino Unido, que é uma comunidade activa e diversificada».

Lusa / SOL, aqui.

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios