FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Grupos locais unem forças para assegurar contagem exacta
2009-11-27
NEW BEDFORD - As organizações locais juntaram-se à Portuguese-Speaking Complete Count Committee (PSCCC), num esforço para conseguir na próxima Primavera uma contagem de 100 por cento no recenseamento 2010 das pessoas que falam a língua portuguesa.

Esta terça-feira passada, o representante estatal António F.D. Cabral (D- New Bedford) reuniu-se com a Helena Marques, directora executivo do Immigrants' Assistance Center, com a Theresa Cordeiro Larson, a assistente de directora do Coastline Elderly Services, com a Rosa Farizo, auxiliar jurídica do South Coastal Counties Legal Services e com a Maria Pereira dos serviços sociais católicos, para pensarem como sensibilizar as comunidades de língua portuguesa sobre o recenseamento. Estas organizações vão actuar como centros do auxílio para as pessoas que falam português em preencher o formulário.

De acordo com os representantes, há dez anos houve muitas pessoas de língua portuguesa que foram contadas como latinos e muitos outros que não completaram os formulários de recenseamento devido a dificuldades de língua e culturais, entre outras razões. 

No passado, as pessoas de língua portuguesa não estavam a ser propriamente contadas," indicou Marques. 

Durante a reunião, foi mencionado a importância de uma "contagem completa." (É crucial que as pessoas que falam português tenham uma grande representação no congresso). Segundo os representantes, uma contagem completa traz muitos benefícios, tais como o financiamento adequado do governo para serviços e programas importantes que ajudem as comunidades de língua portuguesa. 

Cabral estava interessado em saber como sensibilizar as comunidades de expressão portuguesa sobre a importância do recenseamento, como completá-lo e, sobretudo, como alcançar todas as afiliações étnicas de expressão portuguesa (portugueses, brasileiros, cabo-verdianos, entre outros.) 

Num esforço para alcançar todos, o Coastline Elderly Services tem como objectivo atingir todos os seus clientes de língua portuguesa. 

Os nossos gerentes vão ser treinados. Em Janeiro, quando visitarem os nossos clientes de língua portuguesa, eles vão levar estes formulários para educá-los e ajudá-los a completá-los. Vai fazer parte da avaliação quando forem avaliar os clientes," salientou Cordeiro.

Marques também mencionou o desafio para alcançar a população indocumentada.

Os indocumentados também precisam de ser contados. Não devem ter receio de preencher o recenseamento. A informação agregada é compartilhada, mas a informação não é pessoal," declarou Cabral. 

Na esperança de alcançar os líderes da comunidade, as organizações e o público de expressão portuguesa, uma reunião terá lugar na sexta-feira, dia 18 de Dezembro às 10 da manhã, no Immigrants' Assistance Center na 58 Crapo St. 

A reunião está aberta a todos os interessados em saber mais sobre o recenseamento de 2010 ou interessados em ajudar o PSCCC alcançar a comunidade. 

 

O Jornal, aqui.

 

 

 

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios