FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Menos 15 mil portugueses a trabalhar em Espanha
2009-10-21

VIRGÍNIA ALVES

Em Setembro, havia 60 789 portugueses registados na Segurança Social em Espanha.

Os portugueses são o terceiro grupo mais numeroso dos emigrantes provenientes da União Europeia, só ultrapassado por romenos e italianos.

O total de portugueses em Espanha registou em Setembro, de acordo com os dados do Ministério espanhol do Trabalho e Imigração, um pequeno aumento face a Agosto, quando estavam inscritos 60 472 portugueses, mas uma descida acentuada face a Setembro de 2008, que era na altura de 75 448 portugueses inscritos em Espanha. Ou seja, há agora menos cerca de 15 portugueses a trabalhar no país vizinho.

Na sua maioria, a comunidade portuguesa está inscrita no regime geral da Segurança Social (46 729), em muito menor número está no regime independente (7044), e depois no regime agrário (5449). Para trabalhos domésticos estão inscritos (1023) e para o mar e carvão (501 e 44 respectivamente). Nos últimos cinco anos, muitos portugueses foram para Espanha para trabalhar na construção civil , cerca de 90 mil contabiliza o Sindicato da Construção do Norte.

Um número já reduzido para metade, diz o dirigente sindical Albano Ribeiro, adiantando que "não serão 35 mil até final do ano". No entanto, na sua maioria, partiram para outros países de África (Angola e Marrocos) e da Europa, sem regressar a Portugal.

Quanto ao panorama geral dos trabalhadores estrangeiros em Espanha verificou-se uma diminuição em Setembro, pelo segundo mês consecutivo, fixando-se em 1 908 595 de indivíduos.

Jornal de Notícias, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios