FR
Início / Recursos / Recortes de imprensa / 2009
Imigrantes exortados a tornarem-se americanos
2009-09-18

Por Melissa Costa

BOSTON - Entidades sindicais e líderes da comunidade estão a insistir que imigrantes qualificados se registem para solicitar a cidadania americana.
      "Todos nós precisamos estar civicamente comprometidos, e a primeira responsabilidade na participação cívica para imigrantes é fazer o juramento de cidadania à sua nova pátria," disse Eva Millona, directora executiva do Massachusetts mmigrant & Refugee Advocacy Coalition (MIRA), durante uma conferência de imprensa sobre cidadania que teve lugar ontem em Boston.
      De acordo com Millona, com o Congresso pronto para entrar numa longa reforma abrangente do sistema de imigração, este é um momento importante para os imigrantes unirem forças. Eles têm procurado por muito tempo uma reforma, expressando os seus argumentos na rua e nas mesas de voto.
      "Este é um passo muito importante, quantos mais cidadãos tivermos, mais forte será a nossa comunidade, por sua vez, fortalecendo a comunidade de Massachusetts," afirmou Renan Leahy, coordenador de comunicação e cidadania para o Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers (MAPS). "Cada imigrante traz algo diferente, algo novo para a nossa comunidade," acrescentou.
A MAPS é uma de pelo menos cinco organizações, ajudando a campanha de cidadania no sábado. Voluntários da MAPS irão ajudar imigrantes qualificados no processo de registro e também vão ajudar aqueles que ainda não estão qualificados, mas que estão interessados em iniciar o processo de qualificação.
Diversos grupos em todo o país também participaram em conferências de imprensa para defender os direitos e as responsabilidades do país.
      "Somos uma das 25 organizações que estão patrocinando uma Oficina de Cidadania," declarou Millona. A campanha para cidadania em Boston vai ter lugar este sábado, às 10 horas da manhã, no SEIU 615, na 26 West St.
      Para poderem requer os imigrantes têm que ser residentes legais e permanentes durante pelo menos três anos, se casados com um cidadão americano e terem pelo menos 18 anos de idade; caso contrário, os imigrantes têm de ser residentes legais e permanentes durante pelo menos cinco anos e terem pelo menos 18 anos de idade.
      Em 2007, o Citizenship and Immigration Services dos Estados Unidos aumentou a taxa de pedido de cidadania de $400 a $675, um aumento de 69 por cento.
      "O aumento dramático nas taxas apresenta uma inegável dificuldade para muitas pessoas que fogem do clima económico brutal da sua terra natal," afirmou Millona, acrescentando, "contudo, nunca houve um momento mais importante para se tornar um cidadão."
      Ela salientou que os sindicatos, empresas, educadores, agentes comunitários, líderes religiosos e activistas da justiça social estão agora em solidariedade com estes imigrantes. Eles sabem que o sistema de imigração injusto não só põe pressão nas famílias de imigrantes, como também em todas as nossas comunidades e no bem-estar económico da nação.
      "É por isso que estamos aqui com os membros da SEIU 615, com David Wilson do Human Rights Campaign, com Renan Leahy do MAPS e com Magalis Troncoso Lama do Dominican Development Center, para falar da importância da participação cívica neste momento crucial, e oferecer assistência para aqueles que buscam a cidadania nesta grande nação."

O Jornal, aqui.

Observatório da Emigração Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Instituto Universitário de Lisboa

Av. das Forças Armadas,
1649-026 Lisboa, Portugal

T. (+351) 210 464 018

F. (+351) 217 940 074

observatorioemigracao@iscte.pt

Parceiros Apoios